História do Guardanapo

Nos dias atuais, o guardanapo tornou-se um componente obrigatório em todas as mesas. Mas, talvez a maioria das pessoas não tenha idéia que o guardanapo surgiu na Idade Média para suprir um hábito considerado bastante estranho e inusitado para nós nos dias de hoje. Antes do guardanapo, cachorros e coelhos eram usados na limpeza das mãos dos que estavam à mesa fazendo suas refeições. É por isso, muito provavelmente, que tantas cenas medievais dos primeiros anos da Renascença, mostram cães em volta de mesas de banquetes.

Nas festas medievais a regra era comer com as mãos. Até o século 13 não se usavam pratos e o garfo, surgindo no século 11, só veio a ser utilizado genericamente 500 anos depois. Já era de todo o modo, uma evolução em relação aos tempos áureos da civilização grega, quando as pessoas comiam deitadas (ou quase) usando as mãos (ou a colher, raramente) para levar o alimento à boca. Os modos mais civilizados começam a surgir a partir do século 16, quando as mesas italianas, por exemplo, eram ornamentadas por fidalgas de alto escalão, com diferentes maneiras de dobrar o guardanapo (até em forma de galinha), e também por clérigos, (até o desenho da Arca de Noé).

Não existe informação precisa sobre as origens do guardanapo, mas o Codice Romanov, livro de anotações culinárias atribuídas a Leonardo da Vinci (1452-1519), traz uma indicação de que esta peça pode ter sido mais uma de suas criações geniais.

Através dos séculos, o guardanapo foi se tornando um item indispensável nas guarnições. E o seu uso foi finalmente democratizado com o lançamento do guardanapo descartável a partir da década de 70, pois com as mulheres abrindo mão de tarefas domésticas para trabalhar fora, toda inovação que trouxesse facilidades na sua vida, foi rapidamente incorporada no cotidiano das famílias.

Atualmente, graças a tecnologia e criatividade, as mesas podem ser ornamentadas também com sofisticação e beleza. A Truberpel, desde 1985, fabrica uma completa linha de produtos com alto grau de qualidade que irá garantir total sucesso em seu estabelecimento, seja qual for o ambiente, elevando o bem estar e a comodidade de seus clientes e facilitando os processos para os colaboradores.

A Truberpel produz dois tipos de guardanapos de papel, o Guardanapo 17x20 Truberpel folha simples e o Guardanapo 33x33 Truberpel folha dupla, os dois produzidos com 100% celulose virgem, conforme normas regidas pela Anvisa – Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Além disso, quando falamos em maciez, qualidade e custo x benefício, ambos têm tais características comprovadas por quem os utiliza.

O guardanapo 17x20 possui uma gramatura de 18 a 20 gr/m2, é folha simples e possui formato especial para ser colocado em dispensers, no caso porta guardanapos, que além de ser prático devido ao tamanho ergonômico se torna mais prático ainda quando utilizado nos porta guardanapos, que auxiliam na proteção da higiene, já que este fica acessível aos clientes não própria mesa. É mais consumido por redes de fast food, lanchonetes, choperias e bares, atendendo também a rodopostos em geral.

O guardanapo 33x 33 possui uma gramatura diferenciada, já que se trata de um produto premium; é folha dupla, proporcionado um qualidade superior devido a sua maciez elevada. É agradável ao uso em geral, e é mais utilizado em restaurantes e estabelecimentos de maior requinte e classe.

Confira também a História do Papel.



servicos2.jpg

As soluções de personalização oferecidas pela Truberpel são indicadas para empresas que valorizam a ...

Saiba Mais

Visite nossa seção artigos

Saiba Mais

Rua Luiz Carlos Zanni, 2655 - Jd. Santa Paula
Ibiporã/PR - CEP: 86200-000
Fone/Fax: (43) 3258-1308 / (11) 3711-8062
Clickweb Agência Digital